Untitled Document
Bom dia, 21 de nov
Untitled Document
Untitled Document
  
Sem título
EcoAgência > Radar
     
Radar
 
    

Sábado, 17 de Janeiro de 2009

 
     

Exposição aos ruídos do aeroporto

  
  

A Infraero divulgou um relatório de impacto ambiental (Rima), necessário para permitir o licenciamento de operação do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, no qual consta que as operações do local emitem ruídos acima do permitido por lei. O barulho atinge casas, escolas e até hospitais, incomodam e prejudicam a saúde auditiva de pessoas que permanecem na área de embarque e no espaço das autoridades. Ao saber disso, a ABORL-CCF (Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) enfatiza o risco que o excesso de barulho pode trazer as pessoas que residem e que convivem constantemente com os ruídos do aeroporto. O som emitido por um avião pode atingir até 140 decibéis (durante a decolagem), sendo que o máximo permitido pelos médicos e pela OMS é de 85db. Os pátios de aeroportos ficam no limite recomendado pelos otorrinos, já que os ruídos ficam em torno de 80 e 85 decibéis. O barulho de Congonhas aumenta, literalmente, ano a ano. A ABORL-CCF recomenda medidas da Infraero para que o aeroporto faça adequações às normas e funcione, para o bem dos ouvidos de todos da região, em bom som.

  

          
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
          

 

 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008