Untitled Document
Boa tarde, 23 de nov
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   

Terça-feira, 24 de Maio de 2016

 
     

Evento durante a Semana dos Alimentos Orgânicos destaca avanços e desafios do setor no País

  

 Entre os países mais desenvolvidos em agricultura orgânica, o Brasil encontra-se em posição privilegiada, com atualmente cerca de 750 mil hectares, contando com mais de 10 mil produtores e aproximadamente 13 mil unidades de produção.

  

Banco de imagens da Embrapa - Agricultura familiar    


Por Embrapa

Para comemorar a Semana dos Alimentos Orgânicos, institucionalizada nacionalmente por iniciativa da coordenação de Agroecologia, do Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (Coagre/Depros/SDC) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), será realizado em 3 de junho, na UFSCar, seminário com o  tema institucionalização dos sistemas orgânicos e da agroecologia no Brasil: avanços e desafios.

O evento é uma iniciativa da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), em parceria com a UFscar, pelo programa de pós-graduação em agroecologia e desenvolvimento rural (PPGADR). Coordenado por Lucimar Santiago de Abreu, pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente e por Janice Borges, professora da UFScar/PPGADR/Araras, é mais uma ação dentro das comemorações a Semana Nacional do Meio Ambiente.

Entre os países mais desenvolvidos em agricultura orgânica, o Brasil encontra-se em posição privilegiada, com atualmente cerca de 750 mil hectares, contando com mais de 10 mil produtores e aproximadamente 13 mil unidades de produção.

No entanto, se for somada à área certificada extrativista, atinge 6,5 milhões de ha, vindo depois de Austrália, Argentina e Itália. Nos últimos anos, o país tem apresentado um desenvolvimento notável, com taxa de crescimento médio de 20-25% ao ano.

Os sistemas orgânicos tornaram- se uma das alternativas de renda segura e estável para os agricultores e empresas familiares; organizados em redes; profissionais; associações; cooperativas e agroindústrias familiares. A produção familiar é diversificada e responsável por 80% da produção orgânica certificada, destacando-se assim a importância social deste segmento, que se caracteriza por apresentar diferentes estilos de agricultura, o que contribui para a manutenção da diversidade da paisagem ecológica do país e a dinamização da economia local dos territórios rurais.

Segundo Lucimar, "o objetivo principal do evento é mostrar a importância da produção dos sistemas orgânicos e da agroecologia para a alimentação e para a saúde humana, destacando a sua relação intrínseca".

Visa também debater e atualizar a situação atual do desenvolvimento dos sistemas orgânicos no Brasil e no Estado de São Paulo. Para tanto, identificou-se os elementos dessa expansão, a diversidade da produção e do mercado, os elementos motivadores  e os obstáculos, à luz do contexto atual e do processo recente de institucionalização.

Lucimar afirma que a partir da exposição dos palestrantes e a participação de estudantes, pesquisadores, professores e atores externos (agricultores e representantes de ONGs), os elementos cruciais preponderantes dos avanços e desafios serão identificados e apontados, proporcionando a construção da agenda de prospecção de demandas para a pesquisa. Os resultados deste seminário também devem subsidiar a formulação de políticas públicas no âmbito do desenvolvimento da produção e comercialização de alimentos orgânicos do País. Não é necessário fazer inscrição antecipada.


Programação
9h10 Abertura - Lucimar Santiago de Abreu, pesquisadora e representante da Embrapa Meio Ambiente na CPOrg/SP (Comissão da Produção Orgânica do Estado de São Paulo) e Janice Borges, professora e coordenadora do PPGADR/UFSCar.

9h30 - Balanço do processo de institucionalização dos sistemas orgânicos: avanços, desafios a partir da experiência do Estado de São Paulo - Marcelo Laurino, presidente da CPOrg e representante do Mapa.

10h - Sistemas orgânicos: desafios para a pesquisa agropecuária brasileira - Marcelo Morandi, chefe-geral da Embrapa Meio Ambiente.

10h30 - Bem-estar animal na produção de ovos orgânicos no Estado de São Paulo: percepção social e avaliação técnica nas granjas - Fabíola Fernandes Schwartz, consultora da SFS Boas Práticas Agropecuárias Ltda.

11h - Agroecologia como prática, ciência e movimento social - Fernando Silveira Franco, professor da PPGADR/UFSCar.

11h30 – Discussão.

12h30 – Encerramento.

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008