Untitled Document
Bom dia, 24 de nov
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   

Terça-feira, 05 de Abril de 2016

 
     

Falta de 40 técnicos compromete planejamento de Porto Alegre

  
  

PMPA    


Por Naira Hofmeister, Jornal Já

O Conselho do Plano Diretor de Porto Alegre se reúne nesta terça-feira, 05, pela terceira vez no ano de 2016. O colegiado teve importante renovação após as eleições do ano passado, que bateram recorde de participação, mas cujos resultados foram questionados em mais de uma região de planejamento.

Ainda tomando pé da tarefa que lhes cabe – debater os principais projetos de urbanismo da Capital – os novos integrantes do Conselho receberam, na terça-feira passada (29), um diagnóstico preocupante do então secretário de Urbanismo, Valter Nagelstein (PMDB): faltam à pasta cerca de 40 arquitetos para fazer frente à demanda de trabalho.

“De uma maneira geral e emergencial, estariam faltando vinte arquitetos e vinte assistentes”, informou Nagelstein ao conselheiro Fernando Brentano, que representa o Instituto Urbano Ambiental (IUA) no grupo.

O diálogo consta na ata da reunião, a última conduzida por Nagelstein, que deixou a pasta para retomar a cadeira na Câmara Municipal, à qual concorre a reeleição em outubro.

Além de faltarem técnicos para análises de projetos, o secretário confirmou que há supervisores sem assistentes sequer para atender telefones.

“Cada vez que há o deslocamento de funcionários para as reuniões fora da secretaria ocorre prejuízo aos trabalhos internos. É o cobertor curto”, prosseguiu.

Segundo Nagelstein, todas as áreas da secretaria enfrentam dificuldades de pessoal, desde o setor de análise de projetos até a fiscalização. “É um momento crítico”, avaliou.

Problema que deve ser administrado nos próximos nove meses pelo novo titular da pasta, José Luiz Fernandes Cogo, técnico de carreira da Smurb.

Em uma entrevista feita um mês antes de deixar o cargo, Nagelstein apontou este e outros problemas estruturais que a secretaria enfrenta. “Foi preciso criar um mecanismo para proibir as cedências internas de funcionários”, revelou o então secretário.

Ele também condenou a decisão de retirar da Smurb para alocar no EdificaPOA as comissões que analisam projetos.
Jornal Já - EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008