Untitled Document
Boa tarde, 17 de set
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Projeto Ambientalistas do Sul

Quarta-feira, 30 de Junho de 2021

 
     

Ativista do Paraná relata como o fascínio pelas cavernas marcou sua trajetória ambiental

  

Gisele Sessegolo é uma das fundadoras do Grupo de Estudos Espeleológicos do Paraná, que identifica, estuda e protege as cavernas

  

Gisele Sessegolo do GEEP-Açungui, Curitiba, Paraná


Por Eloisa Beling Loose - especial para a EcoAgência

Gisele Sessegolo é bióloga e sempre gostou muito da natureza, o que a levou a participar de coletivos ambientais na Região Metropolitana de Curitiba, que promoviam o contato direto das pessoas com ambientes naturais, como é o caso do Clube Paranaense de Montanhismo. Contudo, quando descobriu um grupo que estava se reunindo para estudar cavernas, acabou focando seus interesses nessa área. “A hora que eu pisei em uma caverna [...] foi amor à primeira vista!”, declara.

A dedicação de Sessegolo pelas cavernas soma 35 anos. Em entrevista para o projeto “Ambientalistas do Sul – Memória e História”, a especialista e ativista recorda como eram realizados os mapeamentos e estudos das cavernas em uma época em que nem se sabia quantas cavernas existiam no estado do Paraná. “A gente tinha um universo inteiro para descortinar”, lembra Sessegolo, apontando que no começo do Grupo de Estudos Espeleológicos do Paraná, o GEEP-Açungui, havia apenas 13 cavernas oficialmente conhecidas. De 1986 a 1989, sem recursos, o grupo conseguiu registrar mais de 250 cavernas.

Gisele conta que a parte da descoberta era muito emocionante, mas já naquela época era possível observar os conflitos existentes em torno desses ambientes subterrâneos. Confira a entrevista completa, gravada no dia 8 de maio de 2021, aqui: https://youtu.be/IRTltBZ69vk.

Esta série de entrevistas é uma iniciativa é da EcoAgência de Notícia Ambientais, com o apoio do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul (NEJ-RS) e o Grupo de Pesquisa Jornalismo Ambiental (GPJA) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Conheça outros ambientalistas da Região no Sul por meio da página da EcoAgência no YouTube. Inscreva-se no canal para receber as notificações dos próximos capítulos da série!

 

 

 

 

 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008