Untitled Document
Bom dia, 28 de nov
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Projeto Ambientalistas do Sul

Sexta-feira, 05 de Novembro de 2021

 
     

“Em tudo que eu faço, eu coloco a questão ambiental”

  

Laura Jesus de Moura e Costa, natural de Cerro Azul, relata como o ambientalismo atravessa sua história

  


Por Eloisa Beling Loose - especial para a EcoAgência

Em Cerro Azul, um município paranaense pertencente ao Vale do Ribeira, nasceu Laura Jesus de Moura e Costa, uma ambientalista que sempre se mobilizou pela democracia e pelo direito de todos terem um meio ambiente ecologicamente equilibrado. Independente de onde estivesse, Laura interligava participação social com educação, saúde e meio ambiente.

Quando recém-ingressa na universidade, com 17 anos, o ambientalismo do Paraná ainda se organizava, mas a entrevistada lembra que o movimento universitário já promovia discussões sobre a poluição do ar e da água. Em 1973 foi criada a Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e a população local, logo após a implementação, já percebia as consequências negativas no ar. Além disso, Laura fez parte da luta contra a construção da hidrelétrica de Itaipu, porque iria destruir o Salto de Sete Quedas, como ocorreu em 1982.

Laura se formou em Farmácia/Bioquímica e também em Letras Português/Espanhol/Italiano. Como bioquímica, atuou para verificar a qualidade da água. Tornou-se funcionária pública da Superintendência dos Recursos Hídricos e Meio Ambiente (SUREHMA), responsável pela gestão ambiental do estado do Paraná. Lá, trabalhou na assessoria de relações com a comunidade do órgão, onde aproximou-se da área de educação ambiental e ajudou a formar várias associações de moradores.

Também esteve presente na instituição de sindicatos e organizações ambientalistas. Laura é sócia-fundadora do Sindicato Estadual dos Servidores Públicos da Agricultura, Meio Ambiente, Fundepar e Afins (SINDI/SEAB), e da Associação das Entidades do Canal Comunitário de Curitiba (TV Comunitária).

O Centro de Estudos, Defesa e Educação Ambiental (CEDEA) surgiu em 1988, a partir de uma necessidade de os servidores públicos dos órgãos ambientais terem um espaço para lutar de forma independente, sem relação com o governo. Membros do CEDEA participaram da discussão o capítulo de meio ambiente da Constituição Federal e também da Constituição do Estado do Paraná. Laura é atualmente coordenadora-geral dessa organização sem fins lucrativos.

No fim dos anos 1980, o CEDEA esteve à frente da luta contra a implantação de uma hidrelétrica em Cerro Azul. Laura participou da discussão para informar a população sobre as consequências da construção da usina de Tijuco Alto. Houve uma grande articulação para evitar a obra junto às autoridades do estado do Paraná, no executivo, legislativo e judiciário. O CEDEA teve participação ativa e firme desde o começo, também defendendo a proteção do Aquífero Karst, importante manancial subterrâneo do estado usado para o abastecimento público. “Saímos vitoriosos, pois no final o Ibama não deu licenciamento para a obra”, conta. Foram vários anos e, em 2016, a tal proposta foi finalmente arquivada.

Academicamente, concluiu mestrado em Contaminação Ambiental, na Espanha, e foi aluna da primeira turma de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente (PPGMADE), da Universidade Federal do Paraná, que iniciou em 1993. Este foi o primeiro doutorado com o objetivo de fazer um trabalho interdisciplinar. “Estávamos inovando ali”, reforça. Neste capítulo da série “Ambientalistas do Sul” ela fala um pouco sobre sua tese, que discutiu a educação ambiental popular. Confira a entrevista na íntegra: https://youtu.be/X9i6QiUjSsU

Esta é uma iniciativa da EcoAgência de Notícia Ambientais, com o apoio do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul (NEJ-RS) e do Grupo de Pesquisa Jornalismo Ambiental (GPJA), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Conheça outros ambientalistas da Região no Sul por meio da página da EcoAgência no YouTube. Inscreva-se no canal e para receber as notificações dos próximos capítulos da série!

 

 

 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008