Untitled Document
Boa noite, 27 de mai
Untitled Document
Untitled Document
  
Untitled Document
EcoAgência > Artigos
    
 
Quinta-feira, 26 de Maio de 2011
  
Venceu a destruição, a ganância e o lucro!

Esperamos que haja modificação e aperfeiçoamento  sob pena de virarmos alvo das críticas do mundo

  
Por Fórum em Defesa do Código Florestal Brasileiro
  

 A sociedade tomou conhecimento na noite do dia 24 de maio, à noite, de mais um desserviço prestado pela maioria da Câmara dos Deputados ao povo brasileiro: a aprovação do relatório Aldo Rebelo e do projeto de lei para a modificação do Código Florestal Brasileiro, carta maior de nossa legislação ambiental, uma das mais avançadas do mundo, patrimônio da nação brasileira. Quem perdeu não foram só os ambientalistas, mas fundamentalmente o Brasil e suas gerações futuras, bem como todo o planeta sob constante ameaça ambiental. 

Os nossos corações sofrem duplamente: pela retirada de proteção à nossas florestas e cidades e por ver ovacionado por ruralistas um antigo militante de esquerda,  integrante de um partido que realizou a Guerrilha do Araguaia na época da ditadura militar. Esta decepção, todavia, é amenizada ao constatarmos que houve um bastião de resistência dentro do grande contingente de deputados: sessenta e três deputados que sustentaram a bandeira em defesa da vida contra a violência protagonizada por aqueles que só se interessam por lucros rápidos e fáceis, independentemente das conseqüências ambientais. Felicitamos, portanto, esses combativos deputados que deram seu voto a uma causa justa.

 

Estranhamos, contudo, os votos dados ao SIM, aprovando o relatório Aldo Rebelo, por alguns deputados gaúchos com caminhada até agora coerente em defesa da natureza, que se deixaram finalmente embalar pela cantilena dos capitalistas rurais. Da maioria, já sabíamos, conservadora e comprometida com o agronegócio, não se esperava outra posição que não fosse o voto SIM.  

 

Guardamos, ainda, nossa esperança e disposição de luta em defesa da vida. Esperamos que, no prosseguimento da tramitação desse projeto de lei, haja modificação e aperfeiçoamento pelo Senado Federal e pela Presidência da República, sob pena de virarmos alvo das críticas do mundo inteiro por esse imenso retrocesso votado na Câmara Federal.

 

 

FÓRUM EM DEFESA DO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO

Reunião às terças-feiras, às 17h30min no Sindicato dos

Municipários de Porto Alegre – SIMPA, rua João Alfredo, 61

(próximo ao largo Zumbi dos Palmares)

 

  
             
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
           
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008